Eleições gerais acontecem no domingo: conheça o trâmite por trás do voto

Eleições - Urna (Foto: Divulgação/TSE)

Neste domingo, 7 de outubro, eleitores de todo o Brasil vão às urnas para escolher representantes para ocuparem cargos no legislativo (deputados estaduais e federais e senadores) e no executivo (governadores e presidente da República). Em Barueri, há 252.040 eleitores cadastrados, distribuídos em duas zonas eleitorais (a 199ª e a 386ª), compostas por 692 seções em 61 locais de votação. 

Pereira: leve os números dos candidatos escolhidos (Foto: Michela Brígida/Jornal da Cidade)

Murilo Souza dos Santos Pereira Junior, Chefe de Cartório da 386ª Zona Eleitoral (Barueri), conversou com o Jornal da Cidade e nos ajuda a entender um pouco mais sobre o trâmite eleitoral. Confira! 

Neste domingo, 7 de outubro, eleitores de todo o Brasil vão às urnas para escolher representantes para ocuparem cargos no legislativo (deputados estaduais e federais e senadores) e no executivo (governadores e presidente da República). Em Barueri, há 252.040 eleitores cadastrados, distribuídos em duas zonas eleitorais (a 199ª e a 386ª), compostas por 692 seções em 61 locais de votação. 

Murilo Souza dos Santos Pereira Junior, Chefe de Cartório da 386ª Zona Eleitoral (Barueri), conversou com o Jornal da Cidade e nos ajuda a entender um pouco mais sobre o trâmite eleitoral. Confira! 

Como é o processo no dia da votação?

Nos dias de votação (07/10 para o 1º Turno e 28/10 para o 2º Turno, se houver), os mesários se apresentam às 7h. Eles fazem a instalação da urna eletrônica na seção eleitoral e verificam documentos, cadernos de votação e o próprio equipamento. Em seguida, é emitida a zerésima: esse documento indica que a urna eletrônica não tem votos registrados. Quando usavam-se as urnas de lona, o procedimento era semelhante: abria-se cada uma delas para mostrar que não havia votos lá dentro. Os eleitores são autorizados a entrar a partir das 8h. Para serem habilitados a votar, devem ser identificados pelo mesário por meio de documento oficial com foto em boas condições e título eleitoral. Eleitores sem título podem ser identificados apenas com o documento oficial. Podem ser usados, ainda, documentos eletrônicos, como o e-Título (para quem já fez a biometria), a e-CNH e o documento nacional único (DNI). Para isso, entretanto, é necessário que o eleitor faça o acesso ao aplicativo na presença do mesário. Os portões dos locais de votação são fechados às 17h. Se não houver filas de eleitores para votar, o mesário pode encerrar a urna eletrônica. Isso significa imprimir os boletins de urna (que contêm os resultados dos candidatos votados na seção). A urna, então, grava o resultado em uma mídia de resultado (que é similar a um pen drive).

No fim do dia que acontece as mídias de resultado?

As mídias de resultado de cada seção são recolhidas pelo responsável pelo local de votação, que as leva — acompanhado de escolta ou de policial — ao cartório eleitoral. Lá, já estará instalada a junta eleitoral (que é presidida pela Juíza Eleitoral), de onde é efetuada a transmissão dos resultados ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) para que seja feita a apuração eletrônica. Ou seja, a apuração ocorre assim que as mídias chegam ao cartório.

E as urnas?

As urnas são levadas para os locais de votação no sábado e retornam ao cartório após as 17h de domingo. Todo o processo que as envolve é acompanhado de escolta ou de policial. Após a votação, enquanto as mídias de resultado são encaminhadas ao cartório, as urnas são recolhidas das escolas. Existe um roteiro preestabelecido e um veículo passa para coletá-las e levá-las para o cartório eleitoral.

Em quanto tempo espera-se terminar a apuração em Barueri?

É difícil saber, porque é preciso considerar a apuração de ambas as zonas. Além disso, o processo depende do tempo que as mídias de resultado dos locais mais distantes levam para chegar aos cartórios — e de não haver problemas técnicos.

Como esta eleição contempla muitos cargos, qual a dica para não se confundir?

A melhor forma de evitar contratempos no momento do voto é ter em mãos os números dos candidatos escolhidos. De preferência, em ordem: deputado federal, deputado estadual, senador 1, senador 2, governador e presidente.

Que documento o eleitor não pode esquecer?

Seu documento pessoal oficial com foto. É desejável que ele tenha o título, mas não é imprescindível. Vale lembrar que, na cabine de votação, não é permitido portar aparelhos ou equipamentos que possam comprometer o sigilo do voto (como celular, câmera, filmadoras e afins).

Quem não fez a coleta da biometria pode votar?

Ainda não foi imposto prazo para os eleitores de Barueri, Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus efetuarem o recadastramento biométrico. Então, nas eleições de 2018, todos que estiverem com o título em situação regular podem votar normalmente.

Veja mais notícias sobre Eleições.

Veja também: